Social Nerwork

contato@hygge.it | (11) 3280-0094
contato@hygge.it | (11) 3280-0094

Como treinar seus funcionários de graça

Um grande desafio de qualquer empresa é manter os funcionários treinados, conhecedores das últimas técnicas e tecnologias e rendendo. Treinamentos, para muitas empresas, sempre vão empacar no: “É um tempo que não posso dedicar para isso”; “Custa caro”; “Eu treino meus funcionários e eles vão embora”.

Air Cav infantry Soldiers compete in company challengeNo 5º Curso PME, promovido pela revista nos dias 8 e 9 de abril, um dos tópicos foi o título deste post: “Como treinar funcionários sem gastar nada”. Participaram do debate Brian Requerth, CEO da VivaReal, Eduardo L’Hotellier, CEO do Getninjas e Leonardo Marchi, Sócio-diretor da Praxis Business.

O primeiro assunto levantado por Marchi foi a relação do “Know-how” com o “Know-why”, ou do “como fazer” e do “para que fazer”. Ele destacou o quão importante é dizer aos funcionários o motivo pelo qual uma tarefa é demandada. Isso ajuda a melhor realizar a tarefa e também gera engajamento e comprometimento do funcionário.

Todos os palestrantes falaram muito sobre a ligação entre a imagem da empresa (ser de ponta, melhores funcionários, mais avançada, últimas tendências) e a real postura delas. Se uma empresa se posiciona como tendo funcionários altamente capacitados, necessariamente ela deve investir muito dinheiro em treinamentos, certo? É o famoso “walk the talk”.

Para cumprir com isso, a PME publicou uma matéria em dezembro de 2013 com 7 ideias para treinar funcionários sem gastar nada. São elas:

Rotação de funções entre pessoas do mesmo departamento e de departamentos diferentes

Palestras de funcionários onde eles dividem conhecimentos e aprendizados com os colegas de trabalho 

Grupos de estudo, para empresas mais técnicas, como escritórios de advocacia, para nivelar conhecimento 

Programa de mentores onde um funcionário mais velho e de cargo superior orienta e dá dicas aos mais novos 

Treinamento com parceiros onde seus funcionários podem aprender com um parceiro, cliente ou fornecedor sobre algo que eles entendam mais do que você 

Visitas a empresas para conhecer e aprender boas práticas e formas diferentes de se fazer a mesma coisa 

Supervisão de novatos colocando pessoas com mais tempo de casa para ajudá-la a conhecer o dia a dia e rotina da empresa 

Na Getninjas eles implementaram ainda uma forma diferente de trabalho. Como lidam muito com programação, os trabalhos são todos desenvolvidos em duplas de programadores. Um mais experiente e com mais tempo de casa e um mais novo. Os benefícios são muitos e superam de longe o seu pensamento de “redundância e desperdício de tempo e dinheiro”. Primeiro duas pessoas pensam melhor do que uma, o trabalho em dupla evita que os funcionários se distraiam com celulares e redes sociais, o foco dura mais tempo, existem um comprometimento de um com o outro, a qualidade sempre é superior e os erros são percebidos na hora da construção, o que evita re-trabalho.

Na VivaReal eles aplicam muito o “aprender com colegas”. Sempre que um funcionário ou mesmo os diretores e sócios da empresa participam de um treinamento, eles compartilham os conhecimentos com os demais colegas da empresa. Isso motiva a equipe, traz e gera novas ideias e mantém o time sempre antenado nas práticas mais novas de mercado.

Treinamentos são fundamentais, a vontade de aprender motiva cerca de 28% dos funcionários de todas as empresas e pode ser um grande investimento para retenção e desenvolvimento da equipe.

Abraços
Pedro Prochno

LEAVE A REPLY